Lady Di nas internas

Neste dia 31 de agosto ela está na mídia como nos tempos em que vivia, e já se passaram 20 anos da morte de Diana Spencer, eternamente Lady Di. Tudo se fala sobre sua vida, até o que não era verdade. mas não esqueço o dia em que recebi um telefonema da amiga Nete Brasil, falando da sua cunhada, Elemar Souza Cruz, que estava morando em Floripa, vinda de Londres aonde havia feito trabalhos voluntários com Diana. Claro que rendeu entrevista para a minha coluna, na época no DC. E anos mais tarde, em 2012, nos 15 anos da morte da princesa entrevistei novamente a Elemar pra falar da Diana. A primeira entrevista perdi, a segunda tenho guardada e reproduzo aqui. 

Como você conheceu a Diana?

 “Conheci a princesa através de uma instituição de caridade na qual fazia trabalhos voluntários, mais ou menos um ano antes dela falecer.  Esta instituição, Chain og Hope, trazia crianças da África com problemas cardíacos congênitos para serem operadas em Londres. Fiquei tomando conta de uma menina, Zulfa, que era de Moçambique e falava português”.

Diana e Rebecca Souza Cruz, hoje moça, no Palácio de Kensington, em maio 1997

Quantos encontros você teve com Diana?

“Encontrei Diana várias vezes no hospital. Um dia ela me ligou convidando para almoçar na casa dela, o Palácio de Kensington. Fomos eu e minha filha Rebecca, e lá estavam o príncipe William com um amiguinho da escola. almoçamos, conversamos e rimos muito. Ela nos levou para conhecer `a casa`. Fomos até o quarto dela. Lá, ela deu uma corujinha que estava num sofá para a Rebecca. Esse foi o último encontro, em maio de 1997. Depois disso eu mandei um cartão agradecendo a gentileza, ela telefonou e disse que quando voltasse de férias a gente iria marcar um café ou algo assim. Era Verão na Europa, ela foi viajar de férias e logo depois faleceu, em Paris.

Você esteve no enterro?

“Sim, fui convidada pelo Palácio de Buckingham, mandaram um fax para a instituição em meu nome, e fui ao velório na Abadia de Westminster, seguindo primeiramente o cortejo atrás do caixão dela. A imprensa de Londres entrou em contato com as instituições que ela estava envolvida. Pediram para eu contar um pouco sobre essa convivência com a princesa. E mesmo depois da sua morte ela continuou ajudando porque além de entrevistas eu doei algumas fotos tiradas no hospital para a revista Hello. Em troca eles doaram 10 mil libras por foto para a instituição Chain of Hope“.

Quais são as suas impressões pessoais sobre ela?

“A Diana era um anjo iluminado. Quando visitava as crianças no hospital parecia que elas melhoravam somente ao vê-la. Elu acompanhei quando ela chegava, às vezes tarde da noite, sem segurança, sozinha. Ela parava o carro onde os médicos estacionavam, entrava e pegava as crianças no colo, sem os pais estarem perto. Não havia jornalistas, apenas os funcionários e os doentes hospitalizados. Ela gostava de pessoas e não via cor, raça ou classe social. Aproveitando a sua condição privilegiada, fazia tudo o que podia para ajudar ao próximo. Ela me transformou como pessoa”.

Trabalhando com a Lua

Eu e a Lua saindo pra trabalhar com o Marco Cezar, cumprindo pauta da edição 73 da Revista Mural e que agora já está circulando! Foto do mestre!

Aniversário da dona Ivone

Eu e a mãe, no seu aniversário em 2013 – Foto: Nórton José

Hoje, dia 07/07 é data do aniversário da minha mãe, Ivone Ferraz Wosgraus. A foto é da última festa em que ela comemorou, e como gostava de festa! Escritora, escultora, pintora e mulher guerreira, iluminada, alto astral. Estaremos juntas sempre.

E a música que uma amiga que é minha e dela, a Marilina Búrigo Tomelin, me mandou em homenagem retrata a nossa história. A eclética trilha sonora da minha infância passava por tangos e boleros que ela e meu pai, Francisco, dançavam pela madrugada afora lá na nossa casa em Videira. Mamãe vive aqui no meu e em muitos corações!

O recém formado advogado Francsico Wosgraus e a professora normalista Ivone Lemos Ferraz, bem antes de eu nascer, ainda noivos

Poderosa é a Gretchen, protagonista do novo clipe da Katy Perry

Resultado de imagem para gretchen memes gif

Gretchen dominando a internet em boa parte do mundo no clipe da Katy Perry, lançado nesta segunda-feira, dia 03 de julho, dia também em que surgiu em comercial da Netflix, e mais as memes que lhe renderam tamanha fama internacional.

Foi pelas memes que Katy Perry se encantou pela Gretchen, e também a rapper Nicki Minaj, que participa do áudio, perguntou recentemente em suas redes sociais quem era esta mulher que dominava as memes na web, e que ela adorava.
x6vFHyB.gif
Pra completar também nesta segunda foi lançado comercial da Netflix com Gretchen de novo como protagonista, e aí ao lado da eterna chacrete Rita Cadilac. Musas do passado que nada, pelo visto elas são atemporais.

Perry chamou Gretchen de rainha. As duas ainda não se encontraram pessoalmente, mas a norte-americana fez à distância, pela internet, tanto a direção como acompanhamento total das gravações do clipe. E depois da banda de heavy metal `Sepultura´, que eu adoro, Gretchen passa a ser a brasileira mais famosa no mundo da música. A-mei também!

Olha o clipe lançado nesta segunda, dia 03/07/2017, com Gretchen como estrela absoluta em cena.

Três milhões e quinhentos mil visualizações, ainda na segunda-feira, dia 3/07, dia do lançamento do clipe na web. E se eu já gostava da Katy Perry como compositora, cantora e pessoa, agora a admiração cresceu.

katy p gifs - Google Search | Katy Perry | Pinterest | Katy Perry ...

Enquanto outras dezenas de promessas, intenções e pretensões fazem de tudo pra ter visibilidade também fora do Brasil, a nossa pioneira rainha do rebolado hoje atual pelo funk, deu uma virada e tanto no jogo.
gretchen 10

Majestosa

Essa não precisa de legenda!

Foto: Juliana Wosgraus

Pois agora

Limpando arquivos, e parece que nunca vou acabar de tantas as fotos que eu guardava dos tempos de coluna e blog de outros assuntos, encontrei este poema que escrevi dois meses antes de ser demitida, sem justa causa não custa lembrar, daquele jornal. Poema revelador porque eu amargava na época que escrevi, os quatro meses sem minha mãe. Claro que essa falta só aumentou nestes dois anos e meio. E o poema está aqui agora.

carinho ajuda
carinho derruba
carinho me acuda

(24/04/2015)

Chá de bebê da vovó!

Ana Luiza Trindade e o netinho, Leonardo Nesi Cansian, anfitrões de mais uma tarde festiva

Banqueteira consagrada e querida na cidade toda, Ana Luiza Trindade recebe hoje algumas amigas para apresentar oficialmente o seu primeiro neto, Leonardo, com quatro meses de vida! O pimpolho é filho de Carolina Nesi e Felipe Cansian, ambos médicos.  Ela seguindo a trajetória do pai, o oftalmologista Otávio Nesi. 

Trilha sonora do meu dia

Hoje acordei com essa música na cabeça, mas na voz da Edith Piaf. Só que procurando no YouTube encontrei  uma versão na voz de Josh Groban e gostei muito também. Escolhi esta. E sempre vale ouvir de novo o clássico “Hymne à L´amour”.

Um pedacinho da Terra visto do espaço

Pintura, gravura ou fotografia?

A cidade de Perdizes, em MG, vista do espaço! Foto da NASA

Entre dezenas de imagens espetaculares da terra vista do Espaço e divulgadas pela NASA, esta me encantou especialmente. E é do Brasil, Perdizes, não o bairro paulistano e sim a cidade de Minas Gerais.

Ele faz arte clássica sorrir

Design e ilustrador digital, o inglês Olly Gibbs faz clássicos da pintura sorrirem em suas releituras.

É um trabalho contemporâneo fantástico e ele usa o FaceApp para fazer sua arte.

Com isso também ajuda a manter vivas pinturas e esculturas assinadas por artistas imortais de diferentes épocas.

Olha só alguns clássicos da arte com sorrisos inéditos entre inusitados e intrigantes.