Seu último desejo

Do outro lado do balcão, vidros com doces de várias cores, mas o verde destaca-se apagando as outras.

Agita-se no colo, curva o corpo para a frente, estica os braços querendo alcançar o doce verde.

Indiferente, a mãe vai amontoando no balcão coisas feias e descoloridas como arroz, açúcar, farinha…

Num esforço extremo, consegue balbuciar:

_Dá,     dá,   dá,…

Entregam-lhe um pirulito vermelho.

pirulitos

NOTA: penúltimo capítulo do livro “Lágrima no olho D´água”, ( Ed. Lunardelli), de Ivone Wosgraus.

Comentários finalizados.